Jejum intermitente – O que é, e como fazer?






Você está cansado de dietas que prometem milagres com seu corpo e o final é sempre frustrante? Conheça então a dieta intermitente, ou jejum intermitente, os benefícios do jejum intermitente, e veja como esse poderoso e novo estilo de alimentação pode mudar seu corpo, e sua vida!

Saiba mais!

Para algumas pessoas, as dietas tradicionais já ficaram um tanto quanto saturadas. Isso porque atualmente, com novos estudos e informações, existem outras diversas alternativas para perder peso de forma mais eficiente.

E uma dessas alternativas consiste no jejum intermitente. Algumas pessoas podem chamar de dieta intermitente, ou dieta do jejum intermitente, ou apenas jejum intermitente. Porém, o importante é que a pessoa que adotar esse estilo alimentar seja bastante familiarizada com esse tipo de dieta para fazê-la. E para isso, valem algumas dicas para você começar!

Antes de tudo, é sempre recomendável que você faça uma avaliação clínica com um profissional antes de dar início à dieta intermitente.

Primeiro vamos entender o que é intermitente!

jejum intermitente dietas benefícios do jejum intermitente dieta intermitente intermitente

Os benefícios do jejum intermitente podem ultrapassar os de dietas tradicionais

Segundo o dicionário Houaiss, intermitente significa “intervalo em que ocorrem interrupções; que cessa e recomeça por intervalos; intervalado, descontínuo.”

Ou seja, jejum intermitente é um estilo de alimentação que consiste em alternar grandes períodos de jejum com períodos adequados de uma alimentação nutritiva. Isto é, o jejum intermitente funciona ao contrário da recomendação de comer de 3 em 3 horas. Sendo assim, a ideia do jejum intermitente é jejuar para emagrecer.

Na dieta intermitente, a duração de cada período de jejum pode variar bastante, dependendo de qual será o protocolo de JI escolhido por você.

Por ter se popularizado, o jejum intermitente hoje em dia é seguido até mesmo por algumas celebridades, tais como Jennifer Aniston, Jennifer Lopez, Gwyneth Paltrow.

Podemos definir o jejum intermitente não como uma dieta propriamente dita, mas como um estilo alternativo de alimentação que busca secar o corpo de gorduras saturadas.

Mas o que de fato é o jejum intermitente e como ele funciona? Vamos explicar melhor.

Vamos entender alguns desses protocolos do JI.

Protocolo Leangains ou Método 16/8

Esse protocolo foi desenvolvido por Martin Berkhan. Ele propõe que a pessoa faça um jejum de 16 horas. Já o período de alimentação – também chamado de janela de alimentação – tem 8 horas.

Sendo assim, dentro da janela de alimentação, você poderá fazer de 2 a 3 refeições ao longo do dia. Ao término das 8 horas da janela de alimentação, a pessoa então deve ficar 16 horas em jejum. Vamos dar um exemplo com horários específicos. Você fez sua primeira refeição do dia às 9 da manhã. Então, sua janela de alimentação começou neste horário. Sendo assim, você tem até as 17h00 para fazer mais 1 ou 2 refeições. A partir das 17 você entra em Jejum por 16 horas, só podendo voltando a comer às 9h00 do dia seguinte.

12 horas jejuando

Como o próprio nome já diz, neste protocolo da dieta intermitente, a pessoa precisa ficar 12 horas em Jejum. Se sua última refeição foi feita às 21h30, então somente às 9h30 da manhã do dia seguinte ela poderá voltar a se alimentar. São 12 horas de janela alimentar, e 12 horas jejuando.

Jejum de 24 horas com o protocolo Coma-Pare-Coma

Neste protocolo, é recomendável que a pessoa não siga todos os dias. A orientação é que se faça no máximo dois dias da semana. No dia escolhido, a pessoa fará uma refeição e entrará em jejum por 24 horas, voltando a se alimentar apenas no mesmo horário no dia seguinte.

Existem também alguns jejuns intermitentes alternativos que ficam à escolha de cada um. O importante é que a pessoa que esteja aderindo a esse tipo de dieta se sinta confortável para proceder com esse novo estilo de alimentação.

Benefícios do Jejum intermitente

Você sabia que os benefícios do jejum intermitente vão muito mais além da perda de peso?

Confira alguns benefícios do jejum intermitente para emagrecer com saúde e bem-estar!

  • Ajuda e muito no emagrecimento

Um dos benefícios do jejum intermitente é que ele ajuda você a eliminar gordura sem a necessidade de uma super restrição calórica. Isso porque ao contrário do que se pensa, a dieta intermitente ajuda a acelerar o metabolismo. Isso ocorre porque quando nosso corpo se dá conta de que está faltando energia, ele produz a queima de gordura de forma mais acelerada para produzir a energia que necessitamos.

  • Melhora a saúde e a qualidade de vida

Estudos apontam que quando o corpo está em jejum, podemos dizer em estaca zero, começa a reciclar aquilo que não mais necessitamos. Algumas pesquisas ainda apontam que as proteínas que podem ser cancerígenas são as principais recicladas.

  • Ele é mais eficiente que as dietas low carbo

Isso porque as dietas low carbo tendem a deixar nosso corpo sem energia necessária. Isso pode acabar desacelerando nosso metabolismo. O jejum intermitente já funciona da maneira que o metabolismo é acelerado.

  • Ele preserva massa muscular

Muita gente acha que o jejum intermitente acaba reduzindo a massa muscular. Mas é exatamente ao contrário. Devido a uma mudança nos hormônios causadas pelo jejum, o corpo acaba que preservando a massa muscular.

  • Melhora a saúde cardíaca

Isso porque o jejuar ajuda a estimular o HDL (colesterol saudável) reduzindo a taxa de triglicérides e glicose no sangue.

E os resultados não poderiam ser diferentes:

– Pele mais rejuvenescida

– Gordura abdominal zero

– Gases e sensações de inchaços nunca mais

– Ajuda a combater a celulite

– Evita o tão temido efeito sanfona

– Metabolismo acelerado e perda de peso

Uma boa dica!

No período de jejum, consuma líquidos que não sejam calóricos, como chás (que ajudam a emagrecer), muita água (mínimo 2 litros por dia) e café pela manhã.

E muito cuidado!

Apesar de muitos benefícios, existem alguns cuidados com o jejum intermitente. E um deles é a compulsão alimentar.

Geralmente quem sofre com ansiedade pode acabar comendo de forma descontrolada depois do período de jejum. Isso ocasiona desiquilíbrio no organismo e a dieta pode ser prejudicada. A recomendação é que você consiga se policiar ao máximo para evitar que isso ocorra.

Contraindicações do JI

De acordo com especialistas, o jejum não deve ser feito por crianças, adolescentes, diabéticos, principalmente os que tomam remédios, idosos e gestantes.

Com dietas balanceadas baseadas nesse tipo de regime, você poderá chegar ao resultado estético que tanto procura. Porém, o mais importante é não deixar de lado orientações médicas. É preciso proceder com cuidados para não colocar sua saúde em risco.

Fonte da imagem http://IMAGENSFREE.COM.BR

Quer saber mais sobre JI, clique aqui e confira esse guia completo! https://go.hotmart.com/Q8008327P